Sempre fui uma pessoa solitária, a verdade é que mesmo quando tinha alguém, preferia estar sozinha. Porque nem a capacidade de dividir isso com alguém eu não tenho. Aprendi a me amar antes de pensar em amar os outros. E de vez em quando sou chamada de fria. Talvez eu seja. Escondo o que sinto, sofro calada, digo estou bem só para ter o que falar, não sou uma mascara, transmito a imagem de quem queria ser, forte, feliz, e amada. Me pergunto todos os dias como eu cheguei aqui. Enquanto isto você pode pensar varias coisas sobre mim, tentar me entender e dizer quem eu sou, não de decepcione se não encontrar uma resposta, está é uma questão que nem eu mesmo sei ainda dizer, sou muitas coisas, as vezes eu, outras um espelho.
Gabriela S. (via des-venturada)
Posted 12 August 2014, 1 week ago | 5 notes | reblog this post
(originally des-venturada / via des-venturada)
Vão dizer que desisti por não sentir mais nada. Estão errados! Desisti por sentir demais, por não ter para quem entregar esse sentimento. Desisti por medo de explodir, sobrecarregado com tantas emoções, por não ter uma rota de escape. Desisti por acima de tudo, me amar!
Posted 20 July 2014, 1 month ago | 17 notes | reblog this post
(originally the--damage / via the--damage)
Posted 20 July 2014, 1 month ago | 1,408,522 notes | reblog this post
(originally louisvlb / via raizdeflor)
Posted 20 July 2014, 1 month ago | 14,685 notes | reblog this post
(originally a-interrogada / via raizdeflor)
Posted 20 July 2014, 1 month ago | 33,867 notes | reblog this post
(originally shannonmiller / via ddeteriorate)
Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter… calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua própria história. Não compare a sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida.
Clarisse Lispector (via palavras-a-solta)
Posted 19 July 2014, 1 month ago | 48 notes | reblog this post
(originally palavras-a-solta / via palavras-a-solta)
Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida. Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades. Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei. Sinto saudades da minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou ter. Sinto saudades das coisas que vivi e das que deixei passar .
Clarice Lispector
(via idovemy)
Posted 19 July 2014, 1 month ago | 45 notes | reblog this post
(originally idovemy / via idovemy)
Estou com saudade de mim. Ando pouco recolhida, atendendo demais ao telefone, escrevo depressa, vivo depressa. Onde está eu? Preciso fazer um retiro espiritual e encontrar-me enfim – enfim, mas que medo – de mim mesma”.
Clarisse Lispector (via mimetizada)
Posted 19 July 2014, 1 month ago | 53 notes | reblog this post
(originally mimetizada / via mimetizada)

thingsdot:

Naturalmente eu sou irritável, naturalmente meu humor não é brilhante, mas de um modo geral eu sou alegre.

Clarisse Lispector

Posted 19 July 2014, 1 month ago | 68 notes | reblog this post
(originally thingsdot / via thingsdot)
Eu não sou tão triste assim, é que hoje eu estou cansada.
Clarisse Lispector (via epodeserbemsimples)
Posted 19 July 2014, 1 month ago | 64 notes | reblog this post
(originally epodeserbemsimples / via epodeserbemsimples)